WhatsApp
(11) 987-135-444

25 de maio de 2014

Peripécias de um jovem senhor baladeiro

por Sylvio Micelli

Depois de passar a madrugada ao som de ótimas bandas dos anos 70, vendo e ouvindo KC & The Sunshine Band, Kool & The Gang e The Earth,Wind & Fire Experience feat. AL Mckay All Stars no Think Music Festival, preparo-me, agora para conferir o The Jesus & Mary Chain no encerramento do Cultura Inglesa Festival. E haja Dorflex para aguentar a parada do alto dos meus 43 anos... E a Sanofi-Aventis nem precisa me pagar a propaganda grátis!

No começo do mês ainda pude conferir o velho e bom Jimmy "Bo" Horne, uma das vozes mais potentes daquele final dos anos 70.

Amo a música negra de paixão e suas diversas vertentes. Mas esta que bebe na essência do funk verdadeiro de James Brown, Marvin Gaye, Sly & The Family Stone, Parliament-Funkadelic e até Stevie Wonder, soa-me especial.


Uma breve análise

Jimmy "Bo" Horne - o cantor norte-americano esbanjou simpatia em sua passagem por São Paulo. O show foi curto, como sua breve carreira, mas não deixou de brindar-nos com os seus mega-hits de pista "Dance Across the Floor", "Let me (Let Me Be Your Lover)" e "You Get Me Hot", todas naquele biênio 1978-1979.

Antes e depois do show, o DJ não deixou a peteca cair e tocou de James Brown a Michael Jackson, transformando o salão numa enorme pista de dança.


O Think Music Festival

Desde que assisti ao show do velho e eterno Raul Seixas, no Sesc Pompeia, lá em 1983... já vi muitos shows em São Paulo, Rio de Janeiro e até no exterior. Mas, curiosamente, foi a primeira vez que atravessei a rua para ver um show tão perto de casa. Aliás, três shows. EWF All Stars, Kool and The Gang e KC and The Sunshine Band. Não gastei com estacionamento nem estresse. E fui requebrar o esqueleto num mar de gordura.

O show com KC & The Sunshine Band foi um ótimo começo. KC, nome artístico de Harry Wayne Casey, foi super simpático e esbanjou hits com direito a coveres de George McCrae e Rod Stewart. Dois foram os momentos marcantes: 4 mil pessoas cantaram o hiper-ultra-mega-batido hit "Please Don't Go", música lenta que embalou muitos amores e dores nos anos 70 e até hoje é sucesso garantido em rádios ambientes. Outro momento clássico foi a música imortalizada pelos programas do Amaury Jr, "Keep It Comin' Love", que mereceu bis no show.

Show do Kool & The Gang: assista e ganhe 2 horas de academia free. São músicos de primeiro time que misturam sopro, percussão e funk da gema em altíssimo nível. "Celebration" é apenas a cereja do bolo. Teve muito mais como "Get Down on It", além do coro feminino em peso na hora de "Ladies Night", isso sem falar em músicas instrumentais que levaram o contrabaixo à enésima potência!

Para finalizar: o Earth, Wind & Fire Experience seguiu a mesma linha das bandas que a antecedeu. Cometeu dois pequenos erros na minha opinião: exagerou no virtuosismo de seus vocalistas em "disputas" com os instrumentos de sopro e colocou uma sequência de músicas lentas que expulsou parte do público, já cansada. Nada, porém, que tenha comprometido a apresentação. A recompensa veio ao final com a fila de hits como "September", "Shining Star", "Boogie Wonderland" e a histórica e importante "Let's Groove".

E fim de festa na bella Mooca sob uma fina garoa no outono invernal do final de maio.

A música negra, a disco music e o funk de raiz permanecem mais vivos que nunca!


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Os textos são de autoria do Jornalista Sylvio Micelli. Publicação autorizada com a citação da fonte. Tecnologia do Blogger.

Labels

Funcionalismo (406) 2013 (344) Jornalismo e Nada Mais (294) Política (168) Assetj (166) Corinthians (159) Fespesp (141) 2014 (127) CNSP (110) Iamspe (89) CCM Iamspe (82) 2015 (23)