WhatsApp
(11) 987-135-444

14 de junho de 2014

Eis que surge a primeira zebra da Copa do Mundo: e vem da América Central

Campbell, o 9 da Costa Rica bate firme para empatar o jogo.
Time da América Central deu um nó no bicampeão do mundo
Clique na imagem e veja os gols - Reprodução
por Sylvio Micelli

No terceiro dia da Copa do Mundo do Brasil 2014, Uruguai e Costa Rica deram o pontapé para aquele que prometia ser o grupo da morte, ao reunir três ex-campeões mundiais: Uruguai, Inglaterra e Itália. A Costa Rica seria, no imaginário da maioria, o saco de pancada do grupo.

Mas como o futebol é "uma caixinha de surpresa"...

Quem imaginava que veria um Uruguai forte e vibrante como na copa da África do Sul, viu um time amontoado em campo, sentindo falta de seu principal jogador, pois o técnico uruguaio Óscar Tabárez optou por poupar Luiz Suárez, ainda "baleado" é verdade, mas numa clara evidência de que a Celeste imaginava vida fácil em Fortaleza.

Desde o início da partida, o jogo foi truncado com muita marcação no meio de campo e um equilíbrio até então inimaginável. O Uruguai achou um pênalti, quando Dias derrubou Lugano na área, após uma cobrança de falta. Com a categoria habitual Cavani abriu o placar para os uruguaios, que ainda tiveram a oportunidade de ampliar o marcador.

Com o placar atrás, a Costa Rica foi à frente e aí apareceu a qualidade de seu principal jogador, Joel Campbell. Ele infernizou a experiente defesa uruguaia e o time costa-riquenho já fazia por merecer o empate ainda na fase inicial em lances do próprio Campbell, de Ruiz e de González.

No último lance do primeiro tempo, Forlán quase ampliou para o Uruguai.

Na etapa final, a Costa Rica acreditou e foi para cima. Muslera fez grande defesa em cabeçada de Duarte. No lance seguinte, porém, o goleiro uruguaio nada pode fazer. Jogada de Gamboa e arremate perfeito de Campbell, para o empate costa-riquenho.

A Celeste Olímpica nem conseguiu respirar. Quatro minutos depois, a Costa Rica virou o marcador. Repetindo jogada anterior, Bolaños cruzou e Duarte, desta vez, não desperdiçou.

Cavani e Lodeiro tiveram oportunidades para igualar o marcador, mas o desespero uruguaio em Fortaleza não permitiu.

No final da partida, a estocada final. Campbell tocou por trás da zaga para Ureña bater cruzado e vencer a Muslera.

A derrota uruguaia foi ainda mais feia e complexa com a expulsão de Maxi Pereira ao dar um pontapé em Campbell que prendeu a bola no final da partida. Um dos reis da catimba, o Uruguai foi abatido com o seu próprio veneno.

Se este for o grupo da morte, o Uruguai, em tese, está morto. Precisará vencer os principais adversários de seu grupo para permanecer vivo na Copa.

Pelo visto, um possível Maracanazzo, que não aconteceria numa final como em 1950, está definitivamente sepultado.

O Uruguai tenta recuperar os cacos contra a difícil Inglaterra, em jogo marcado para São Paulo, na próxima quinta (19). A Costa Rica, que já faz história nesta Copa, enfrentará os italianos na sexta, dia 20, em Pernambuco.


FICHA TÉCNICA - JOGO 6


URUGUAI 1 X 3 COSTA RICA
Copa do Mundo Brasil 2014 - Fase de Grupos - 1ª rodada
Local: Estádio do Castelão, em Fortaleza (CE) 
Data: 14 de junho de 2014, 16h

Árbitro: Felix Brych (Alemanha) 
Assistentes: Mark Borsch e Stefan Lupp (ambos da Alemanha) 
Cartões amarelos: Lugano e Gargano (Uruguai)
Cartão vermelho: Maxi Pereira (Uruguai) 

GOLS: 
URUGUAI: Cavani, aos 23 minutos do primeiro tempo 
COSTA RICA: Campbell, aos 8 minutos do segundo tempo, Duarte, aos 11 minutos do segundo tempo e Duarte, aos 38 minutos do segundo tempo

URUGUAI: Muslera; Maxi Pereira, Lugano, Godín e Cáceres; Gargano (Álvaro González), Arévalo Ríos, Cristian Rodríguez (Abel Hernández) e Stuani; Forlán (Lodeiro) e Cavani
Técnico: Óscar Washington Tabárez

COSTA RICA: Navas; Umaña, Duarte e Giancarlo González; Gamboa, Tejeda (Cubero), Borges, Bolaños (Barrantes) e Junior Díaz; Campbell e Bryan Ruíz (Ureña)
Técnico: Jorge Luis Pinto

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Os textos são de autoria do Jornalista Sylvio Micelli. Publicação autorizada com a citação da fonte. Tecnologia do Blogger.

Labels

Funcionalismo (406) 2013 (344) Jornalismo e Nada Mais (294) Política (168) Assetj (166) Corinthians (159) Fespesp (141) 2014 (127) CNSP (110) Iamspe (89) CCM Iamspe (82) 2015 (23)