WhatsApp
(11) 987-135-444

20 de abril de 2014

Uma lenda chamada Luciano do Valle

por Sylvio Micelli

Reprodução
Obviamente que gosto não se discute. Você pode achar Luciano do Valle o melhor narrador esportivo da TV brasileira ou preferir outros. Você também pode achar que os gols narrados por ele tinham mais "os" e "eles" para alguns clubes em detrimento de outros times. Mas verdade seja dita: o esporte brasileiro perde um de seus maiores difusores, uma de suas maiores bandeiras.

Pontepretano assumido, este campineiro ao longo de 66 anos de vida, dedicou mais de meio século ao esporte, sua maior paixão. Iniciou sua carreira em Campinas e já na Copa do Mundo de 1970 se destacou nas transmissões da Rádio Nacional de São Paulo, o que levou para a Rede Globo de Televisão. Lá ficou até 1982 tendo transmitido os jogos olímpicos de Munique (1972) a Moscou (1980), as Copas de 1978 (Argentina) e Espanha (1982), mas ganhou destaque, principalmente, com as transmissões da Fórmula 1 na fase áurea de Emerson Fittipaldi, primeiro piloto brasileiro a sagrar-se campeão na categoria (1972/1974).

No entanto, a maior contribuição de Luciano do Valle foi a partir de 1983, com sua ida para a Record e em seguida para a Bandeirantes. Um cara à frente de seu tempo, Valle segmentou a programação e criou o "Show do Esporte", programa que durava o domingo inteiro e que abriu espaço para esportes até então pouco divulgados na grande mídia.

Luciano do Valle está diretamente ligado ao desenvolvimento do basquete, masculino e feminino do Brasil; do voleibol da geração de prata de Bernard, Willian e Montanaro, da transmissão dos jogos de NBA, Fórmula Indy e até o pugilista Maguila deve seu estrelato ao jornalista e locutor que via na difusão dos esportes olímpicos, além do futebol nosso de cada dia, uma forma de desenvolver o País.

Ele criou o "Canal do Esporte", marca registrada da Bandeirantes nos anos 80, quando eram transmitidos os primeiros jogos dos campeonatos europeus e posso afirmar, sem erro, que a segmentação desenhada por ele, é precursora dos canais esportivos das TVs a cabo que hoje brotam nas grades de programação.

Infelizmente, ele ficará sem a sua 11ª e derradeira Copa, mas as sementes por ele plantadas hão de permanecer para todo o sempre.




1 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Os textos são de autoria do Jornalista Sylvio Micelli. Publicação autorizada com a citação da fonte. Tecnologia do Blogger.

Labels

Funcionalismo (406) 2013 (344) Jornalismo e Nada Mais (294) Política (168) Assetj (166) Corinthians (159) Fespesp (141) 2014 (127) CNSP (110) Iamspe (89) CCM Iamspe (82) 2015 (23)