WhatsApp
(11) 987-135-444

27 de abril de 2014

O clássico das multidões e o rigor dos números

O primeiro jogo em 1918 - Reprodução
por Sylvio Micelli

Corinthians e Flamengo entram em campo neste domingo no Pacaembu para um jogo para lá de especial. Primeiro que, oficialmente, será a despedida do Timão de sua "casa" há mais de 70 anos. Segundo porque Elias, que jogou nas duas equipes será apresentado à Fiel Torcida como reforço para o clube após a Copa do Mundo. Terceiro porque é um clássico para lá de disputado em sua história.


A história

Corinthians e Flamengo fizeram seu primeiro amistoso há 95 anos, no dia 1º de dezembro de 1918, jogando no estádio da Rua Paissandu, na cidade do Rio de Janeiro. O Timão venceu por 2 a 1, de virada. Carlos Araújo abriu o placar para o Flamengo. Neco e Amilcar viraram o jogo para o time de Parque São Jorge. Bororó ainda desperdiçou um pênalti para o Corinthians. A partida é histórica porque trata-se do primeiro jogo interestadual do Corinthians e o primeiro jogo contra equipes fluminenses.

De lá para cá foram 122 jogos e é latente o equilíbrio na disputa. São 48 vitórias para cada lado e 26 empates. O Timão marcou 191 gols sofreu três a mais.

No mais recente confronto, pela 36ª rodada do Brasileirão de 2013, o Flamengo bateu o Corinthians por 1 a 0, no Maracanã, gol de Paulinho, no dia 24 de novembro.


Sem disputa de títulos

Donos das maiores torcidas do país, Corinthians e Flamengo jamais decidiram um título, exceção feita à edição da Supercopa do Brasil de Futebol, torneio realizado pela CBF em 1990 e 1991 que unia, num único jogo, o campeão do Campeonato Brasileiro e o campeão da Copa do Brasil. Parece que a CBF pretende retomar a disputa em 2015.

Em 1991, Corinthians (campeão do Brasileirão de 1990) e Flamengo (campeão da Copa do Brasil de 1990) enfrentaram-se num jogo único disputado no Morumbi e o Timão venceu o partida com um gol de Neto, conquistando a competição. Treinado por Nelsinho Baptista, o Corinthians venceu com Ronaldo; Giba, Marcelo, Guinei e Jacenir; Márcio, Tupãzinho (Edson) e Neto; Fabinho, Paulo Sérgio e Mauro (Ezequiel). O Flamengo, treinado por Wanderley Luxemburgo, atuou com Zé Carlos; Ailton, Adílson, Rogério e Piá; Uidemar, Júnior e Marcelinho; Alcindo, Nélio e Zinho. O Marcelinho é questão é, justamente, o Carioca, que depois de atuar cinco anos, desde a base do Flamengo, fez nome e fortuna no Corinthians jogando de 1994 até 2001, com pequena passagem pelo Valência da Espanha.


Quando a Democracia Corinthians bateu o Super Mengo

Patrocinado pelas Duchas Corona, o Timão
jogou água no chopp do Mengo.
Biro jogou muito e começou a surra - Reprodução
Para qualquer corinthiano vivo, o jogo mais importante entre as equipes aconteceu em 6 de maio de 1984. Foi válido pelas quartas de final do Brasileirão daquele ano em partida disputada no Morumbi. Após ter sido derrotado no Rio por 2 a 0, o Timão tinha a missão quase impossível de vencer por três gols de diferença, o então Bicampeão Brasileiro (1982/1983). E venceu.

Sob o comando de Sócrates, Zenon e Biro-Biro, em tempos de Democracia Corinthiana, o Timão fez 4 a 1 no Flamengo do jovem Bebeto e com a zaga brasileira da Copa do Mundo de 1982 (Leandro, Mozer e Júnior), tendo ainda Ubaldo Fillol, um dos maiores goleiros da história argentina, em sua meta.

E o Timão poderia ter feito mais se o Arnaldo César Coelho tivesse apitado um pênalti sobre Biro ainda no primeiro tempo e não tivesse anulado um gol do Ataliba no final da partida, alegando um toque meio mandraque. Zenon e Sócrates também perderam gols incríveis, mas ao final, o Corinthians saiu vitorioso e classificou-se para as semifinais daquele ano. Só foi eliminado pelo Fluminense que seria o campeão brasileiro de 1984.

O jogo figura entre os recordes de público do Morumbi com mais de 115 mil pessoas e este jornalista, do alto dos seus 13 anos, estava lá.

Vale lembrar a ficha daquele jogo e os melhores momentos com a narração de José Carlos Cicarelli e reportagens de Gerson de Araújo pela TV Cultura. Bons tempos que não voltam mais.



FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 4 x 1 FLAMENGO

2º jogo das Quartas de Final - Campeonato Brasileiro de 1984
Local: Estádio Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi) - São Paulo/SP
Data: 06/05/1984
Horário: 16 horas

Árbitro: Arnaldo César Coelho
Público: 115.002
Renda: Cr$ 222.466.700,00

Gols: Biro-Biro aos 32 e Wladimir aos 38 minutos do primeiro tempo; Edson aos 7, Ataliba aos 14 e Paulinho (contra) aos 21 minutos do segundo tempo. 

CORINTHIANS: Carlos; Édson, Mauro, Juninho e Wladimir; Paulinho, Sócrates (Wágner) e Zenon; Biro-Biro, Casagrande e Eduardo (Ataliba). Téc.: Jorge Vieira

FLAMENGO: Fillol; Leandro, Figueiredo, Mozer e Júnior; Bigu, Élder (João Paulo) e Lico (Nunes); Adílio, Edmar e Bebeto. Téc.: Cláudio Garcia


2 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Os textos são de autoria do Jornalista Sylvio Micelli. Publicação autorizada com a citação da fonte. Tecnologia do Blogger.

Labels

Funcionalismo (406) 2013 (344) Jornalismo e Nada Mais (294) Política (168) Assetj (166) Corinthians (159) Fespesp (141) 2014 (127) CNSP (110) Iamspe (89) CCM Iamspe (82) 2015 (23)