WhatsApp
(11) 987-135-444

5 de abril de 2014

#LollaAR #6 - Johnny Marr e o "tributo" aos Smiths

por Sylvio Micelli

Acompanhe todas as matérias sobre o #LollaAR, clicando AQUI
Reprodução
No segundo dia queria ter visto as meninas do Savages, mas não deu.

Iniciei a segunda viagem sonora com um dos guitarristas que mais ouvi na minha adolescência e na minha vida. Trata-se de Johnny Marr, guitarrista dos britânicos dos Smiths e que tocou com muito mais gente, como The The, Electronic e por aí vai.

Primeira constatação. Marr toca prá cacete. Entra fácil na lista de guitarrista Top 10 da história. Ele é a síntese dos anos 80. Ele á cara do british pop e todos os guitarristas que vieram depois dele, foram fortemente influenciados por seu trabalho.

Segunda constatação. Marr esbanja simpatia. Conversa com a plateia em espaninglês, conta história das músicas e apresenta sua excepcional banda de apoio como uma grande família.

O show, uma paulada. 60 minutos inesquecíveis sem perder o fôlego. E claro, músicas dos Smiths para todos os velhinhos (como eu...) de plantão.

Marr começou com a rápida "The Right Thing Right", faixa que abre o álbum "The Messenger" lançado no ano passado. Engatou a belíssima "Stop Me (If You Think You've Heard This One Before)" que está no último álbum de estúdio dos Smiths.

Mesclando com músicas próprias e sem deixar cair o pique, Marr ainda traria o mega-clássico de sua antiga banda "Bigmouth Strikes Again", a eterna "I Fought the Law" dos Crickets, depois eternizada pelo Clash e uma versão mais guitarra para o hit "Getting Away with It", sucesso no início dos anos 90 com o Electronic, projeto formado por Marr, Bernard Sumner (New Order) e pelo duo Pet Shop Boys.

Para encerrar a apresentação, duas versões longas, recheadas de guitarras intermináveis para "How Soon Is Now?" e "There Is a Light That Never Goes Out" que foi apresentada por Marr com uma música "que ofereço aos meus velhos amigos e aos meus novos amigos".

A capella, o público encerrou o show e há quem garanta que Marr cante melhor que Morrissey. São estilos diferentes, mas Johnny sabe dar seu recado com as cordas da guitarra e da voz.


Confira o setlist por Setlist.fm
  • The Right Thing Right 
  • Stop Me [If You Think You've Heard This One Before] (The Smiths song)
  • Upstarts 
  • Sun & Moon 
  • New Town Velocity 
  • Generate! Generate! 
  • Bigmouth Strikes Again (The Smiths song)
  • Word Starts Attack 
  • Getting Away with It (Electronic song)
  • I Fought the Law (The Crickets cover)
  • How Soon Is Now? (The Smiths song)
  • There Is a Light That Never Goes Out (The Smiths song)

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Os textos são de autoria do Jornalista Sylvio Micelli. Publicação autorizada com a citação da fonte. Tecnologia do Blogger.

Labels

Funcionalismo (406) 2013 (344) Jornalismo e Nada Mais (294) Política (168) Assetj (166) Corinthians (159) Fespesp (141) 2014 (127) CNSP (110) Iamspe (89) CCM Iamspe (82) 2015 (23)