WhatsApp
(11) 987-135-444

5 de abril de 2014

#LollaAR #5 - New Order e o "tributo" ao Joy Division

por Sylvio Micelli

Acompanhe todas as matérias sobre o #LollaAR, clicando AQUI
Reprodução: NewOrdernow.com
Antes de falar do New Order, puxão de orelha na organização do festival. Como assim colocar New Order e Nine Inch Nails no mesmo horário???? Com todo o respeito ao bom Arcade Fire, os canadenses não tem o mesmo público que o NO e o NIN... Tanto que, após o show de ambos, houve uma debandada geral e só os fãs ficaram para ver o Arcade Fire. Eu mesmo, cansado e com a idade pesando, além do meu peso normal, não tive pique e fui embora na primeira música do Arcade.

Como já havia visto New Order e Nine Inch Nails em outras plagas fiz a opção por New Order. Ou melhor, por Joy Division.

Os cabelos brancos e a voz intacta de Bernard Sumner sobem ao palco. Ele fala boa noite e diz que o show é em homenagem ao produtor Frankie Knuckles, pioneiro da house music e falecido no dia anterior.

O show vai se desenrolando muito mais como um espetáculo do Joy Division que, propriamente, do New Order. Claro que os mega-clássicos "Bizarre Love Triangle", "Perfect Kiss" e "Blue Monday" ainda levam jovens e menos jovens a dançar e são ovacionados pelo público, mas o repertório esteve mais focado na fase inicial do New Order, logo após o suicídio de Ian Curtis e o fim (?) do Joy Division.

O setlist impecável trouxe "Elegia", "Ceremony", "Age of Consent", "Temptation" todas de aura densa e ainda reflexivas. Músicas do Joy tivemos "Isolation" em meio ao show e o retorno no bis com os clássicos "Atmosphere" e "Love Will Tear Us Apart". Fotos de Ian Curtis explodem no telão e levam todos ao delírio. Ao final, a inscrição "Joy Division Forever", não deixa margem a dúvidas. Foi um tributo. Inesquecível.

Os saudosistas hão de me perguntar. Peter Hook, baixista até 2007, fez falta? Como ícone, sim. Sonoramente, Tom Chapman não deixa a desejar. Stephen Morris continua perfeito na bateria e a "tiazinha" Gillian Gilbert, com seu ar blasé característico, manda bem nos sintetizadores com auxílio de Phil Cunningham nos teclados.


Confira o setlist by Setlist.fm
  • Man With a Harmonica (Ennio Morricone song)
  • Elegia 
  • Crystal 
  • Regret 
  • Singularity 
  • (new song, working title aka Drop the Guitar)
  • Ceremony 
  • Age of Consent 
  • Isolation (Joy Division cover)
  • Your Silent Face 
  • Bizarre Love Triangle 
  • True Faith 
  • 5 8 6 
  • The Perfect Kiss 
  • Blue Monday 
  • Temptation 
Encore:
  • Atmosphere (Joy Division cover)
  • Love Will Tear Us Apart (Joy Division cover)

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Os textos são de autoria do Jornalista Sylvio Micelli. Publicação autorizada com a citação da fonte. Tecnologia do Blogger.

Labels

Funcionalismo (406) 2013 (344) Jornalismo e Nada Mais (294) Política (168) Assetj (166) Corinthians (159) Fespesp (141) 2014 (127) CNSP (110) Iamspe (89) CCM Iamspe (82) 2015 (23)