WhatsApp
(11) 987-135-444

3 de março de 2014

AES Eletropaulo: 4 minutos de atendimento para 62 minutos de espera


por Sylvio Micelli

Na última segunda, dia 24 de fevereiro, dirigi-me à agência da AES Eletropaulo localizada no bairro do Tatuapé, aqui na zona Leste de São Paulo.

O motivo da minha visita foi bem simples. Recém mudado, de retorno à Capital, fui alterar o nome na conta de luz, do antigo morador para o meu. Sem débitos pendentes, acreditei que o caso fosse resolvido de forma rápida.

E foi. O atendimento não durou mais que quatro minutos cronometrados no relógio. Falei para a atendente qual era o motivo de estar ali, apresentei meu documento e cópia do contrato e recebi uma folha de papel preenchida a mão (cadê a tecnologia?), com o serviço prestado e ainda cadastrei meu celular para receber informes da agência. O SMS, bem rápido como deve ser, demorou segundos entre o terminal de atendimento e o meu celular.

Tudo seria ótimo, senão fosse por um óbice: o tempo de espera.

Para este serviço ultrarrápido, indolor, tranquilo, tive que aguardar mais de uma hora entre o recebimento da senha e o atendimento. Foram precisos e inúteis 62 minutos, o que me leva a algumas reflexões:

1. Era este o serviço que se pretendia oferecer à população com a privatização feita na gestão do então governador Mário Covas (PSDB)? Como se sabe a Eletropaulo Metropolitana Eletricidade de São Paulo S.A. (este é o nome oficial) foi criada em 1999 após todo aquele discutível processo de privatização.

2. Sei que há elevada demanda de atendimento. Mas não há como acelerar aquilo que pode ser acelerado? Liberar as pessoas de forma rápida? A pré-atendente, por exemplo, que fica responsável pela distribuição de senhas não poderia realizar tarefa tão tranquila? A moça que fica com aquele jaleco na linha do "Posso Ajudar?" também não poderia fazer isso?

Após ficar mais de uma hora esperando ainda tive que alterar a data de vencimento da conta sob o risco de ter, segundo informações da pré-atendente, que me atendeu na volta, "o risco de serem emitidas duas contas no mesmo mês".

Ah! Mas para mudar a data de vencimento fomos direto à máquina de auto-atendimento e o sistema, em segundos, processou a alteração.

Ou seja. Trata-se de uma visão mercantil. Para questões de conta, tudo é rápido, ágil e funciona. Para a mudança do nome de quem pagará a conta, chá de cadeira...

Viva a privatização que empobreceu ainda mais, este pobre e varonil país. Tive saudade da Light...

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Os textos são de autoria do Jornalista Sylvio Micelli. Publicação autorizada com a citação da fonte. Tecnologia do Blogger.

Labels

Funcionalismo (406) 2013 (344) Jornalismo e Nada Mais (294) Política (168) Assetj (166) Corinthians (159) Fespesp (141) 2014 (127) CNSP (110) Iamspe (89) CCM Iamspe (82) 2015 (23)