WhatsApp
(11) 987-135-444

26 de novembro de 2013

CCM Iamspe ratifica sua luta pela contribuição paritária e pelo Conselho de Administração

Plenário lotado em mais um evento de sucesso da CCM Iamspe
Foto: Maurício Garcia (Agência Alesp)
A Comissão Consultiva Mista do Iamspe (Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual), Plenária de Entidades do Funcionalismo que milita em prol do Instituto realizou, na semana passada, entre os dias 21 e 22 de novembro, o seu X Encontro Estadual "Um novo tempo, um novo Iamspe, eterna luta – CCM 30 anos", em concorrido evento que aconteceu no Plenário Paulo Kobayashi da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e que contou com cerca de 200 participantes, em sua grande maioria composta por representantes das diversas categorias de servidores estaduais.

O evento começou com a apresentação do Coral "Mestras Cantoras" do Centro do Professorado Paulista, coordenado pela professora Loretana Paolieri Pancera e sob a regência do maestro Renato Teixeira que, além de apresentar, a capella, o Hino Nacional Brasileiro, ainda cantaram outras canções.


Logo em seguida foi montada a mesa de abertura do evento que contou com as presenças de Roberto Dantas Queiroz, diretor do Hospital do Servidor Público Estadual - Francisco Morato de Oliveira; Davi Zaia, secretário de Gestão Pública; Sylvio Micelli, presidente estadual da CCM Iamspe e vice-presidente da Associação dos Servidores do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (Assetj); Deputado Estadual Marcos Martins, presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Iamspe e Latif Abrão Júnior, superintendente do Iamspe.

O diretor do hospital, Roberto Queiroz, fez um breve relato sobre o desafio de encarar a ampla reforma pela qual o HSPE passa e que deve seguir pelos próximos dois anos.

O deputado Marcos Martins relatou as carências do Iamspe e do esforço que a Assembleia Legislativa tem feito para que mais recursos sejam destinados ao atendimento médico dos servidores.

Latif Abrão Júnior fez um resgate histórico de sua gestão que, há quase seis anos, tem procurado modernizar o Iamspe com a descentralização por meio da contratação de médicos e convênios no estado. Também relatou problemas, mas mostrou-se confiante com a possibilidade de uma nova legislação para reger o Instituto, o que possibilitaria modernizar ainda mais o Iamspe.

O secretário de Gestão Pública, Davi Zaia, afirmou que o Governo do Estado tem se preocupado com o Iamspe e destinado recursos, principalmente para a reforma do HSPE, num montante próximo a 150 milhões de reais. Ressaltou a importância do Iamspe para o funcionalismo e disse acreditar que a administração do Instituto está no caminho certo para a sua finalidade que é cuidar da saúde do servidor público.

O presidente estadual da CCM Iamspe, Sylvio Micelli, ressaltou a importância dos recursos que o Governo tem aportado para o custeio da saúde, desde 2008 e agora para a reforma. Micelli entende, porém, que são recursos ainda pequenos diante das reais necessidades do funcionalismo e lamentou que ano após ano, os servidores tenham que repetir as mesmas coisas, ou seja, que os problemas da Instituição só serão minimizados com a entrada de recursos. Micelli criticou, também, a burocracia que tem travado a discussão do projeto de lei do "Iamspe Novo". Alegou que desde 2009, a CCM Iamspe tem participado das discussões mas que, passados cinco anos, o projeto que contemplaria um Conselho de Administração com a participação dos servidores ainda não logrou êxito.


Painéis e debates

No primeiro dia, no período da tarde, teve início a apresentação de paineis do encontro. O primeiro a se apresentar foi Latif Abrão Júnior, superintendente do Iamspe, que discorreu sobre o tema "Nova Lei do Iamspe – A atualização legal necessária do Instituto". O painel foi mediado por José Luiz Moreno Prado Leite, 1º vice-presidente da CCM Iamspe e Guilherme Coelho de Souza Nascimento, coordenador do Litoral da CCM Iamspe. Além de falar de sua gestão iniciada em 2008 e da ampliação do atendimento a partir disso, Abrão falou da necessidade de adequar o Iamspe à nova realidade pois a lei que regulamenta a Instituição é de 1970. Prestou esclarecimentos sobre o atendimento médico, a reforma do HSPE e do futuro plano odontológico que a instituição pretende adotar, conforme o Decreto nº 59.664, de 25 de outubro de 2013.


Logo em seguida, a assistente social Anna Paula Andrade de Moraes Lopes apresentou o tema "Projeto Bem Estar, Bem Aposentar – Preparação para a Aposentadoria do Servidor Público", que é uma iniciativa do Serviço de Atendimento Psicossocial aos Magistrados e Funcionários do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP). A mediação ficou a cargo de Maria Antonia de Oliveira Vedovato, coordenadora da Grande São Paulo da CCM Iamspe e Idenilde Almeida Conceição, coordenadora do Interior da CCM Iamspe. A palestrante evidenciou os dilemas que ocorrem com a proximidade de uma aposentadoria, com a quebra de uma rotina de muitos anos e que pode trazer à tona, problemas familiares até então escondidos pelo trabalho. Sob o ponto de vista psicológico trouxe uma série de contribuições para que os que vão se aposentar possam se preparar para este rompimento e que, caso já esteja aposentado, possa se lançar um novo olhar sobre a própria condição.


No segundo dia, pela manhã, ocorreu o terceiro e último painel do encontro com a mediação de Célia Regina Palma Martins, coordenadora da Capital da CCM Iamspe e João Elísio Fonseca, 2º vice-presidente da CCM Iamspe. O Prof. Dr. Abrão Elias Abdalla, Diretor do Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa (Cedep) do Iamspe falou sobre o "Uso racional do Iamspe e respeito mútuo" destacando a relação que se deve ter entre médico e paciente. Alertou, também, para alguns problemas recorrentes como a perda de consultas, pois muitos usuários se ausentam sem prévia comunicação prejudicando outros usuários. Falou também sobre diversas publicações que o Iamspe tem feito para a orientação de seu público como cartilhas sobre medicamentos, sobre idosos e outras.


No final da manhã, os coordenadores da CCM Iamspe, Rosalina Chinone (Grande São Paulo), Maria da Guarda Rocha (Capital), Luiz da Silva Filho, (Interior) e Jupyra Dias de Campos Junqueira (Litoral) fizeram reuniões setoriais com os participantes de cada uma das regiões para que se discutisse os temas da Carta do Encontro, o que ocorreu a tarde, após duas horas de amplo debate.

A Carta do X Encontro Estadual "Um novo tempo, um novo Iamspe, eterna luta – CCM 30 anos" está em fase de elaboração e após sua aprovação, o que deve ocorrer na próxima semana, será amplamente divulgada a todos os segmentos envolvidos no Encontro, bem como para o Governo Estadual, para as secretarias de Gestão Pública e Saúde, para a Superintendência do Iamspe e de todos os seus órgãos constituintes e a todos os Deputados Estaduais e Federais pelo Estado de São Paulo, conforme determina o Regimento do Encontro que foi aprovado pela Plenária no primeiro dia dos trabalhos.

Informou a CCM Iamspe


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Os textos são de autoria do Jornalista Sylvio Micelli. Publicação autorizada com a citação da fonte. Tecnologia do Blogger.

Labels

Funcionalismo (406) 2013 (344) Jornalismo e Nada Mais (294) Política (168) Assetj (166) Corinthians (159) Fespesp (141) 2014 (127) CNSP (110) Iamspe (89) CCM Iamspe (82) 2015 (23)