WhatsApp
(11) 987-135-444

19 de julho de 2013

Corinthians campeão da Recopa Sulamericana. E foi tão fácil, que eu nem sofri...

Reprodução

por Sylvio Micelli

Parabéns, Nação! O Sport Club Corinthians Paulista, o clube mais amado e odiado do planeta, faturou mais um título. Ganhou a Recopa Sulamericana 2013, após derrotar o São Paulo Futebol Clube por 2 a 0, no velho e bom Pacaembu.

Mais que o título em si, que coroa uma série de êxitos desde 4 de dezembro de 2011, quando o Timão faturou seu quinto campeonato nacional, é importar ressaltar: foi muito fácil.

Acompanho finais entre Corinthians e São Paulo desde o bi-paulista de 1982/1983 e confesso que nunca vi uma discrepância tão grande entre as equipes. O alvinegro eterno fez 4 a 1 no placar agregado e poderia ter feito mais, diante de um adversário em frangalhos, com evidentes problemas em campo e fora dele.

Mas aí, cada um com seus problemas como diz a molecada. O Corinthians venceu sua primeira Recopa de forma tranquila e sem grandes problemas.


A finalíssima

Jogando no Paulo Machado de Carvalho, com mais de 30 mil loucos do bando, o Timão não teve pressa para impor seu ritmo de jogo que, nos primeiros quinze minutos consistia em fazer rolar a bola, gastar o tempo e controlar uma eventual volúpia do São Paulo, que não veio.

Com o jogo e os nervos sob controle, o Corinthians fez 1 a 0 no primeiro tempo com Romarinho. Emerson cruzou, Guerrero carimbou a zaga e a bola sobrou para Romarinho apenas empurrar e fazer explodir o Pacaembu.

Quanto ao Tricolor havia a insistência em bolas cruzadas na área buscando uma linha "burra" do Corinthians que não aconteceu. Ganso, sumido, nada criou. Luís Fabiano, para não perder o hábito, mais reclamava do que jogava e o São Paulo tentava alguma coisa com Oswaldo, apenas.

No segundo tempo, logo a 10 minutos, Fábio Santos desperdiçou uma grande chance de acabar o jogo ali. Frente a frente com Rogério Ceni, "atrasou" a bola para o goleiro adversário. Detalhe: Guerrero e Romarinho fechavam o ataque, sem nenhuma marcação.

A grande oportunidade do São Paulo na partida veio com Aloísio, que matou no peito um cruzamento e bateu de primeira para excelente defesa de Cássio.

No lance seguinte, o Timão matou o jogo. Fábio Santos cruzou a bola para Danilo que cabeceou. Rogério Ceni fez a defesa mas espalmou nos pés do próprio Danilo que fuzilou e fez 2 a 0.

Depois tivemos vinte minutos de enrolação e Timão campeão.


São Sócrates Brasileiro

Desde que nosso anjo da guarda - Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira - foi habitar o andar superior, no mesmo 4 de dezembro de 2011 do penta nacional, o Corinthians conquistou cinco títulos (Brasileiro 2011, Libertadores invicta 2012, Mundial 2012, Paulista 2013 e Recopa Sulamericana 2013), com uma impressionante média de um título, a cada 3,8 meses...

E vamos prá cima na Copa do Brasil para voltar à Libertadores roubada pelo senhor Amarilla...

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Os textos são de autoria do Jornalista Sylvio Micelli. Publicação autorizada com a citação da fonte. Tecnologia do Blogger.

Labels

Funcionalismo (406) 2013 (344) Jornalismo e Nada Mais (294) Política (168) Assetj (166) Corinthians (159) Fespesp (141) 2014 (127) CNSP (110) Iamspe (89) CCM Iamspe (82) 2015 (23)