WhatsApp
(11) 987-135-444

11 de abril de 2013

Corinthians classificado e corinthianos presos na ditadura cocaleira

por Sylvio Micelli

Acabou a primeira fase da Libertadores 2013. O Sport Club Corinthians Paulista está classificado e em primeiro do grupo, como já se imaginava. Venceu os três jogos em casa e só perdeu pontos na altitude de Oruro (San José) e no campo de ping-pong do Tijuana no México.

Deverá terminar a fase classificatória com a segunda melhor campanha, o que lhe garante decidir os mata-matas em casa, exceção feita num confronto com o Atlético Mineiro que já tem a melhor campanha garantida.

O Corinthians é, de fato, um dos favoritos ao título, sempre respeitando os demais adversários. Tudo dentro do script e de forma tranquila, exceto por um fato.

Neste 11 de abril, completam-se cinquenta dias que doze corinthianos estão presos devido ao episódio em Oruro, quando um garoto faleceu após o lançamento de um sinalizador.

São cinquenta dias de incertezas e que a justiça passa ao largo.


LEIA TAMBÉM


Ninguém, claro, é contra a punição ao responsável ou responsáveis, mas o que se vê até agora são acusações genéricas demonstrando, como já afirmei outrora, a ditadura do policialzinho cocaleiro, que prendeu um tubarão e agora não sabe o que fazer e nem quer dar o braço a torcer.


Dias após o episódio foi apresentado um menor como autor do fato. Muito se falou em armação, mas cabe à Justiça definir se há culpa ou se há falsidade ideológica, que também deverá ser punida, se constatada a fraude. Nada, porém, foi feito.

Não estou entrando no mérito sobre os doze corinthianos presos. Podem ser culpados. Mas todos seriam? Fica meio difícil acreditar que 12 pessoas, 24 mãos, tenham lançado um único sinalizador de trágica rota.

Foram viajar para a Bolívia para acompanhar o Corinthians? Seriam todos vagabundos ou desocupados? Há trabalhadores. Quem paga as despesas de suas famílias? Quem paga pelos dias presos num outro país, sabe-se lá em que condições?

Tem muita gente deixando a paixão aos seus clubes falar mais alto, alijando o raciocínio sobre os direitos humanos.

A polícia boliviana falhou na segurança, o estádio do San José sequer foi vetado para outros jogos e, certamente, eles estão prendendo de forma excessiva, pessoas inocentes, até para disfarçar a própria incompetência.

Cadê o culpado? Esse tem que pagar, não tenho dúvidas. Mas não são os doze e também tenho certeza disso.

O estado brasileiro, simpático ao governo Evo Morales, também não tomou nenhuma providência. Tem que botar os pingos nos is. Tem que punir o culpado, mas ser justo.

E já passou da hora.


[+] O Grupo Bandeirantes de Comunicação também manifestou-se contra a prisão chamando-a de "flagrante aberração jurídica e desrespeito aos mais elementares princípios humanitários". CLIQUE AQUI

1 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Os textos são de autoria do Jornalista Sylvio Micelli. Publicação autorizada com a citação da fonte. Tecnologia do Blogger.

Labels

Funcionalismo (406) 2013 (344) Jornalismo e Nada Mais (294) Política (168) Assetj (166) Corinthians (159) Fespesp (141) 2014 (127) CNSP (110) Iamspe (89) CCM Iamspe (82) 2015 (23)