WhatsApp
(11) 987-135-444

25 de fevereiro de 2013

Descobri (finalmente) porque futebol não se discute

por Sylvio Micelli

Após o episódio em Oruro todos nós, corinthianos, fomos transformados em assassinos frios e sanguinários, bandidos da pior espécie, gente mesquinha e sem valor. Somos, enfim, um lixo humano que deveria ser depurado, preferencialmente com uma bomba atômica.

Digo isso após os episódios que se sucederam ao incidente da semana passada quando um jovem de 14 anos morreu por conta de um sinalizador disparado pela torcida corinthiana. No mesmo dia escrevi sobre a probabilidade real, de que a paixão futebolística fosse superior ao efetivo teor dos debates e não deu outra.

Deixo aqui, uma coisa clara. O (s) torcedor (es) que fez (fizeram) isso deve (m) ser punido. O clube, também. Não apenas o Corinthians. Mas também o San José, responsável pela segurança que não houve em seu estádio. Ano passado tive a oportunidade de ver a despedida de Mano Menezes na seleção brasileira num jogo contra a Argentina no antológico estádio de La Bombonera do Boca Juniors, na cidade de Buenos Aires. Acompanhado pela minha esposa, passamos por cinco revistas policiais no entorno de La Boca até adentrarmos. Isso, certamente, faltou em Oruro. A polícia boliviana também deve explicações. Ficam pagando de bons policiais levando doze torcedores para lá e para cá, mas falharam feio e deveriam também ser punidos.

Tem muito torcedor rival sentando no próprio rabo, defendendo punições que não faria ao seu próprio time. Você é contra a torcida organizada? Também sou. Contra todas, sem exceção. Você também lamenta a morte do torcedor no jogo? Sim, também lamento. Como lamentei palmeirenses mortos por corinthianos longe de estádios e vice-versa. Como também lamentei o são-paulino cruelmente espancado até a morte em 1995 por torcedores palmeirenses, por conta de um simples jogo da Copinha. E lamentarei qualquer coisa que transforme essa coisa gostosa do futebol, em página policial.

Mas... nunca exigi que os times em questão e seus torcedores, exceto os culpados, fossem punidos em nome da moral e dos bons costumes.


Agora você, torcedor rival do Corinthians, responda-me a algumas perguntas...


1. Será que se Kevin Espada tivesse morrido no jogo entre San José X Tihuana ou San José X Millonarios, o barulho teria sido tão ensurdecedor? Haveria tantos dedos em riste defendendo punições?

2. Ok. Não são clubes brasileiros. Então, vamos lá. Se fosse San José X São Caetano, que já foi vice da Libertadores ou Paulista ou Santo André? Será que viraria assunto internacional?

3. Por que a Conmebol resolveu agir agora, sendo que ela possuía vários esqueletos insolúveis, sendo o mais recente, na final da Sulamericana de 2012, o jogo entre São Paulo X Tigres? Por que não averiguou antes? Quem está com a razão? O São Paulo, campeão em meio tempo? Ou o Tigres que alega ter sido agredido por seguranças do Tricolor? Lucas provocou ou não provocou adversários no final da primeira etapa daquele jogo? Só ele é caçado ao longo das partidas? Se o Tigres não tem razão e abandonou a partida, por que manteve sua vaga para a Libertadores?

4. Um grupo de torcedores do Palmeiras espancou, no ano passado, nas partidas finais do clube na série A do Brasileirão, um grupo de policiais. O que merecem esses torcedores? Agrediram agentes públicos que estavam lá, inclusive para protegê-los e, detalhe, o Palmeiras jogava em Araraquara, privado de atuar na Capital porque outro grupo de torcedores depredou o Pacaembu após a derrota para o Corinthians. Ou seja: o clube já era reincidente. O que a Confederação Brasileira de Futebol fará? O Palmeiras jogará com portões fechados na série B ou será sumariamente eliminado e rebaixado para a série C de 2014?

5. Mais que isso. Se fosse San José X Seu Time (qualquer que seja ele), será que realmente você faria tanto estardalhaço querendo que todos nós, corinthianos, fôssemos degolados em praça pública?

Não responda a mim. Responda à sua consciência.

E que outra coisa fique clara. Não peguem um fato para estigmatizar 35 milhões de torcedores e, principalmente, a equipe do Sport Club Corinthians Paulista que é superior a isso tudo. A morte não tem perdão, nem desculpa. Mas isso só ganhou proporções gigantescas, porque há um gigante envolvido. E é isso, que realmente incomoda a você.

13 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Os textos são de autoria do Jornalista Sylvio Micelli. Publicação autorizada com a citação da fonte. Tecnologia do Blogger.

Labels

Funcionalismo (406) 2013 (344) Jornalismo e Nada Mais (294) Política (168) Assetj (166) Corinthians (159) Fespesp (141) 2014 (127) CNSP (110) Iamspe (89) CCM Iamspe (82) 2015 (23)