WhatsApp
(11) 987-135-444

22 de fevereiro de 2013

Balanço 2012 - Frente parlamentar luta por revitalização do Iamspe

Audiência realizada em abril de 2012 - Foto: Agência Alesp
Da Redação - Agência Alesp 

Valor repassado pelo Estado não corresponde à paridade dos 2% recolhidos pelos servidores 

Em abril de 2012 foi lançada a Frente Parlamentar em Defesa do Iamspe, Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual, órgão responsável por prestar assistência médica e hospitalar a funcionários e servidores públicos do Estado, inclusive inativos.

O instituto é responsável pelo atendimento de cerca de 1,3 milhão de pessoas e vem apresentando problemas para custear suas despesas. De acordo com a avaliação dos servidores, os 100 milhões repassados pelo governo do Estado são insuficientes e não correspondem à paridade dos 2% recolhidos pelos servidores, da ordem de 500 milhões.

No lançamento da frente os servidores reclamaram da falta de funcionários e da sobrecarga dos poucos existentes. Além disso, denunciaram o sucateamento e a privatização do Hospital do Servidor Público que, na avaliação deles, já foi referência para saúde paulista. "O quadro de funcionários está deficitário, prejudicando o atendimento. Temos cerca de 300 funcionários afastados por licença médica de um universo de 5 mil, e outros trabalham muitas vezes doentes para atender os trabalhadores", disse Ivan Lima, presidente da Cipa do Iamspe.

Audiência realizada em novembro de 2012 - Foto: Agência Alesp
Em audiência pública realizada em novembro, Sylvio Micelli, presidente da Comissão Consultiva Mista do Iamspe, destacou a importância da frente parlamentar na luta pela melhoria da assistência à saúde do servidor paulista. Lembrou que a frente conquistou avanços nas áreas de convênios médicos e prestação de serviços.

Na ocasião, o deputado Marcos Martins (PT), coordenador da frente, avaliou que as audiências realizadas pela frente parlamentar em todo o interior do Estado foram profícuas e permitiram importantes progressos. Destacou a preocupação de todos quanto a comentários de que o Iamspe poderia se transformar em uma autarquia e a necessidade de que haja mobilização para enfrentar a situação.

Marcos Martins ressaltou, ainda, que a luta deve se direcionar para pressionar o governo a repassar os recursos a que o Iamspe tem direito. "Os servidores têm direito a uma boa assistência médica e somente a pressão de todos pode nos levar à vitória", concluiu.

A frente, coordenada pelo deputado Marcos Martins foi lançada tendo como membros os deputados Adriano Diogo (PT), Alencar Santana (PT), Ana do Carmo (PT), Ana Perugini (PT), Carlos Bezerra Jr. (PSDB), Carlos Giannazi (PSOL), Carlos Grana (PT), Donisete Braga (PT), Enio Tatto (PT), Geraldo Cruz (PT), Gerson Bittencourt (PT), Hamilton Pereira (PT), Heroilma Soares (PTB), Isac Reis (PT), João Paulo Rillo (PT), Jooji Hato (PMDB), José Bittencourt (PSD), José Zico Prado (PT), Luiz Carlos Gondim (PPS), Luiz Moura (PT), Marco Aurélio de Souza (PT), Olimpio Gomes (PDT), Pedro Bigardi (PCdoB), Roberto Massafera (PSDB), Rui Falcão (PT), Simão Pedro (PT), Telma de Souza (PT), Ulysses Tassinari (PV) e Welson Gasparini (PSDB).

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Os textos são de autoria do Jornalista Sylvio Micelli. Publicação autorizada com a citação da fonte. Tecnologia do Blogger.

Labels

Funcionalismo (406) 2013 (344) Jornalismo e Nada Mais (294) Política (168) Assetj (166) Corinthians (159) Fespesp (141) 2014 (127) CNSP (110) Iamspe (89) CCM Iamspe (82) 2015 (23)