WhatsApp
(11) 987-135-444

5 de julho de 2012

As bocas se calam. O Boca se curva. E o Corinthians é o dono da América

Corinthians: campeão invicto da América - Reprodução
por Sylvio Micelli

4 de julho de 1776. Dia da Independência dos Estados Unidos da América.

4 de julho de 2012. Dia da Independência de uma Nação chamada Corinthians ao conquistar a América.

O Sport Club Corinthians Paulista - o mais amado e odiado clube do planeta - é, finalmente, campeão da Copa Libertadores. Em seus 101 anos de história, quase 102, o Corinthians precisou disputar dez Libertadores para ganhar seu primeiro título.

E este foi de forma irretocável. Não bastava apenas vencer essa "merda". Tinha que ser algo perfeito e inesquecível. Algo que só o Corinthians pode fazer. Ninguém mais.

Tinha que ser o assunto do dia, da semana, das horas. Tinha que fechar o comércio mais cedo. Tinha, enfim, que parar a cidade e o País e transformar tudo numa final de Copa do Mundo.

O Corinthians foi campeão invicto e ao vencer seu primeiro torneio sulamericano transforma-se no primeiro campeão invicto com mais jogos disputados. Aliás, muito mais jogos disputados. Antes do Corinthians 2012, com 14 jogos sem derrotas, tivemos o Peñarol em 1960 e o Independiente em 1964, com sete jogos. O Boca Juniors em 1978 disputou seis partidas. O tão cantado Santos de Pelé de 1963 e os dois títulos do Estudiantes em 1969 e 1970 foram conquistados em apenas quatro partidas.


Por que o Timão venceu?

A campanha foi irretocável. O Corinthians não entrou apenas para disputar mais uma Libertadores. Mergulhou de cabeça no torneio. Foram 8 vitórias e 6 empates. Um aproveitamento superior a 71%. Fizemos 22 gols e sofremos apenas 4, uma das maiores defesas na história da Libertadores.

O Corinthians foi ultrapassando barreiras. Em seu grupo, ao lado de Deportivo Táchira, Cruz Azul e Nacional, a classificação era dada como certa e veio sem grandes complicações.

Nas oitavas de final, um mediano Emelec, também não incomodava.

A sequência foi complicada. Primeiro, o Corinthians teve de despachar o Vasco da Gama, vice-campeão brasileiro no ano passado e campeão da Copa do Brasil de 2011. Depois de um empate em São Januário, Cássio nos salvou no chute de Diego Souza e Paulinho fez uma cabeçada certeira no final do jogo do Pacaembu.

Nas quartas de final, o adversário era o Santos, atual campeão do torneio. Mais que isso, o Timão deveria vencer o jogo, a arrogância e as opiniões contrárias de que não teria condições de vencer o time eterno queridinho da mídia.  Emerson Sheik, com um gol de rara beleza, calou a "vila famosa". E poderia ter sido mais, se o Corinthians não fosse prejudicado pela arbitragem. Na volta, o Santos não deu um único chute ao gol e só marcou quando uma bola bateu em Neymar. Danilo empatou a partida e fomos para a final.

Na final, o adversário perfeito. E tinha que ser assim... Boca Juniors, simplesmente, um dos maiores campeões do torneio e time acostumado a derrubar brasileiros na Libertadores.

Mais uma vez as bocas levantam o tom para dizer que o Corinthians não passaria pelos argentinos, mesmo decidindo em casa. Em La Bombonera, um empate justo num jogo igual. Sofremos o primeiro gol e depois, um predestinado Romarinho calou as bocas de lá e de cá.

Na volta, aqui em casa, o gran finale. Depois de um primeiro tempo fraco, o Corinthians massacrou na etapa final, com dois belos gols de Emerson Sheik, que ainda deu aula aos argentinos sobre a catimba carioca. E foi até pouco.


Enfim, as bocas contrárias se calaram. O Boca se curvou e a Fiel soltou o grito da garganta na mais perfeita campanha de um clube brasileiro na Libertadores.

Ah! Já sei. Temos apenas uma. Outros tem mais. Beleza. Quantidade a gente corre atrás.

Qualidade eu quero ver. Quero ver fazer 14 jogos sem perder.

Quero ver derrotar equipes tradicionais aqui e da América, pois não tivemos vida fácil.

Enfim, foi perfeito. E agora que a primeira veio, abram o olho. Jà estamos no retrovisor.

Lá em fevereiro, fiz uma série de três posts, motivo de piadas por muitos, com o histórico do Corinthians na Libertadores. Agora, uma nova história começará a ser contada.

Leia: O Histórico do Corinthians na Copa Santander Libertadores

10ª participação – 2012

15/02/2012 – Deportivo Táchira 1-1 Corinthians
07/03/2012 – Corinthians 2-0 Nacional
14/03/2012 – Cruz Azul 0-0 Corinthians
21/03/2012 – Corinthians 1-0 Cruz Azul
11/04/2012 – Nacional 1-3 Corinthians
18/04/2012 – Corinthians 6-0 Deportivo Táchira

Oitavas de final

02/05/2012 – Emelec 0-0 Corinthians
09/05/2012 – Corinthians 3-0 Emelec

Quartas de Final

16/05/2012 - Vasco da Gama 0-0 Corinthians
23/05/2012 - Corinthians 1-0 Vasco da Gama

Semifinal

13/06/2012 - Santos 0-1 Corinthians
20/06/2012 - Corinthians 1-1 Santos

Final

27/06/2012 - Boca Juniors 1-1 Corinthians
04/07/2012 - Corinthians 2-0 Boca Juniors 

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Os textos são de autoria do Jornalista Sylvio Micelli. Publicação autorizada com a citação da fonte. Tecnologia do Blogger.

Labels

Funcionalismo (406) 2013 (344) Jornalismo e Nada Mais (294) Política (168) Assetj (166) Corinthians (159) Fespesp (141) 2014 (127) CNSP (110) Iamspe (89) CCM Iamspe (82) 2015 (23)