WhatsApp
(11) 987-135-444

21 de junho de 2012

Ei, Santos: sua arrogância está eliminada da Libertadores

Arquivo
por Sylvio Micelli

O Santos Futebol Clube está eliminado da Copa Santander Libertadores 2012. Apesar de toda a empáfia, de ter achado que ganharia fácil e que chegaria à mais uma final da competição sulamericana, o time da Baixada Santista quedou diante da equipe que ele - Santos - e todos os demais, considera o seu maior rival: o meu amado Sport Club Corinthians Paulista.

Antes que venham críticas de torcedores que não conseguem discernir o que é brincadeira do que é provocação, o Santos buscou ser rejeitado. Não porque Fucile fez uma "receita de gambás" ou porque Neymar queria "copiar Pelé e fazer uma final contra o Boca Juniors", mas pela petulância de se achar mais do que efetivamente é. Se outrora era um time simpático, mesmo a torcedores de outras equipes, por sua inegável história à época de Pelé, posturas arrogantes de atletas, diretoria e, consequentemente, de seus torcedores, fizeram do Santos um time para se ter repulsa.

Saibam todos que já torci para o Santos contra o Botafogo na final do Campeonato Brasileiro de 1995, depois da heroica classificação na semifinal diante do Fluminense. Hoje, sendo eu corinthiano, tenho respeito por Palmeiras, São Paulo, Flamengo, Vasco... Pelo Santos, não.

A eliminação do Santos servirá para algumas reflexões, não apenas sobre o comportamento do próprio time e de sua diretoria mas, principalmente, sobre o comportamento da mídia ao querer criar um gênio da bola, a qualquer custo.

1. Ninguém ganha jogo de véspera. Todos sabemos, mas muitos se esquecem. Li, há algumas semanas, um famoso jornalista esportivo brasileiro, quando o Barcelona foi eliminado na Champions League, escrevendo que "não haveria revanche", numa referência à goleada histórica que o Santos sofreu diante do Barcelona no Mundial do ano passado. O cronista em questão dava a classificação do Santos, ou seja, o título sulamericano, como certo.

2. O senhor Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, presidente do Santos, poderia ter ficado com a boca fechada. Num total destempero, ele proferiu declarações estúpidas mostrando não ter preparo psicológico para gerir um clube com a história do Santos. Primeiro, quando o Santos conquistou o Paulistão recentemente, ironizou dizendo que seu clube "ganharia tudo no Centenário", numa clara alusão ao principal rival da equipe praiana, o Corinthians, que fracassou em seu centenário. Ao torcedor, tudo é permitido. Ao administrador do clube, não. Ele é formador de opinião e não pode entrar no oba-oba de quem quer que seja. Semana passada, após a derrota para o Corinthians no primeiro jogo da semifinal, veio dizer que o "corinthiano" Mano Menezes estaria prejudicando o Santos por convocar Neymar para a seleção brasileira. Ora... a ida de Neymar é um pedido nacional e, inclusive, foi um dos motivos das muitas críticas feitas à Dunga na última Copa do Mundo, quando o treinador não levou a "molecada". Neymar é um dos principais jogadores do país e é risível um presidente de um clube criticar o treinador do País por convocar seu melhor atleta. E aí LAOR? Você vai enfiar sua língua onde?

3. Há muito tempo, o Santos vem sendo tratado com um exagero que não condiz com a realidade dos fatos. É tricampeão paulista? Ok. Muitos já conseguiram isso antes; até o próprio Santos. Ganhou a Copa do Brasil? Igual a tantos outros. Idem no que se refere à Libertadores. E quando foi para o Mundial, mostrou que é um time normal, que só não levou mais de quatro gols, porque o Barcelona, claramente, pôs o pé no freio no segundo tempo.

4. O Santos de Neymar, não é superior ao Flamengo de Zico, ou ao Vasco de Roberto Dinamite ou ao São Paulo de Raí, ou o Grêmio de Renato Gaúcho... E todos esses times davam gosto de ver. Sem forçação de barra, sem empurrar goela abaixo, sem uma encheção de saco diária.

5. Neymar é craque? Claro que sim. Mas isso não lhe garante tratamento privilegiado em nada. Começou-se até, um patético movimento de torcedores para que não se fizesse falta em Neymar... Claro que não estou pregando a pancadaria, mas a falta também faz parte do jogo.

6. Mano Menezes ainda nem disputou os Jogos Olímpicos, mas já "está substituído" pelo Muricy Ramalho para a Copa do Mundo. Boa parte da mídia quer que a seleção brasileira seja uma repetição do Santos... É importante lembrar, que Muricy só não está na seleção porque não quis sair do Fluminense "porque cumpre contratos". Então... deixem Mano Menezes trabalhar.

Por essas e por outras, a arrogância, enfim, está fora da Libertadores. Ganha o futebol. E agora, o campeão da Libertadores será uma equipe "comum", que marcará seu nome na história e dará orgulho aos seus torcedores.

Parabéns, Corinthians! E parabéns à La U ou Boca Juniors! Sobraram só os membros da "Câmara dos Comuns", porque o "Lorde" foi degolado, assim como na Queda da Bastilha.

Vaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaai, Corinthians! Agora só faltam dois jogos!

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Os textos são de autoria do Jornalista Sylvio Micelli. Publicação autorizada com a citação da fonte. Tecnologia do Blogger.

Labels

Funcionalismo (406) 2013 (344) Jornalismo e Nada Mais (294) Política (168) Assetj (166) Corinthians (159) Fespesp (141) 2014 (127) CNSP (110) Iamspe (89) CCM Iamspe (82) 2015 (23)