WhatsApp
(11) 987-135-444

22 de abril de 2012

Por que o Corinthians foi eliminado no Paulistão?



por Sylvio Micelli

O Sport Club Corinthians Paulista, o mais amado e odiado clube do planeta bola, está eliminado do Campeonato Paulista de 2012. Foi derrotado, em pleno Pacaembu lotado, pela aguerrida Associação Atlética Ponte Preta por 3 a 2. O resultado foi justo por aquilo que a Macaca fez, principalmente no primeiro tempo.

A eliminação do Corinthians, depois de ter feito a melhor campanha da primeira fase do Paulistão, não é o fim dos mundos, mas de certa forma, pressionará muito a equipe na Libertadores que começa a ser decidida nos mata-matas já na quarta próxima contra o Emelec.


Por que?

O time jogou mal. Simples assim. Não se encontrou em campo desde o primeiro momento e ainda contou com duas falhas clamorosas de Julio Cesar. E não há como negar que a atuação do arqueiro foi decisiva para a eliminação da equipe. Mais uma vez ele falha em momentos decisivos relembrando o jogo final contra o Santos pelo Paulistão do ano passado.

A Ponte abriu o placar a 12 minutos com William Magrão, numa cobrança ensaiada de falta e falha de Julio Cesar. O Corinthians sentiu o gol. E o técnico Gilson Kleina conseguiu anular as principais peças do Timão que não existiu na primeira etapa.

Roger faria 2 a 0 aos 34 minutos e a Ponte Preta só não marcou mais gols na primeira etapa, por falta de qualidade de seus atacantes.

Roger comemora o segundo gol da Ponte. Foto: Sergio Barzaghi (Gazeta Press)
O Corinthians voltou para o segundo tempo com duas alterações. Tite sacou Danilo, que sumiu hoje, e colocou Douglas. Também trocou Jorge Henrique, bem marcado, por Alex.

As mudanças de Tite, porém, surtiram pouco efeito. O time continuava anulado pela forte marcação do time de Campinas que ainda levava perigo nos contra-ataques.

Aos 18 minutos, o treinador do Corinthians tentou ousar, mas já era tarde. Ele tirou Marquinhos, recuou Ralf e colocou Willian.

E dos pés dele, o Timão diminuiu o prejuízo em rápida jogada entre Paulinho e Willian que, cruzado, marcou aos 29.

Logo após o gol do Corinthians, o técnico Gilson Kleina foi expulso alegando que faltou fair play aos jogadores do Corinthians diante do cai-cai que os atletas da Ponte já protagonizavam em campo.

O gol levou o Corinthians à frente, mas deixou espaço, obviamente, para os contra-ataques.

O terceiro gol da Ponte, porém, veio de mais uma falha de Julio Cesar. O goleiro repôs mal uma bola que bateu nas costas de um jogador do próprio time. A bola sobrou para Rodrigo Pimpão que tocou na saída do goleiro.

Ainda assim, o Timão permaneceu vivo na partida. Após o gol sofrido, Alex arriscou um chute de fora da área, que desviou na defesa da Macaca e marcou o segundo gol.

A partida ficou eletrizante com chances de ambos os lados, o juiz deu apenas cinco minutos de acréscimo, tempo inferior à paralisação quando da expulsão de Gilson Kleina e ponto final.

Corinthians 2, Ponte Preta 3. Com justiça, a equipe de Campinas está na semifinal do Paulistão 2012.

O Timão tropeceu numa tarde infeliz de Julio Cesar e, principalmente, na incapacidade do time em romper a marcação forte imposta pelo time campineiro.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Os textos são de autoria do Jornalista Sylvio Micelli. Publicação autorizada com a citação da fonte. Tecnologia do Blogger.

Labels

Funcionalismo (406) 2013 (344) Jornalismo e Nada Mais (294) Política (168) Assetj (166) Corinthians (159) Fespesp (141) 2014 (127) CNSP (110) Iamspe (89) CCM Iamspe (82) 2015 (23)