WhatsApp
(11) 987-135-444

29 de abril de 2012

[#humor] Quando o São Paulo ganhou o último "paulistinha", Michael Jackson ainda era vivo

por Sylvio Micelli

Com a soberba que lhe é peculiar, o São Paulo Futebol Clube cai no campeonato que mais esnoba. Mais uma vez, por três anos seguidos, o SPFW é eliminado pelo Santos na semifinal do Campeonato Paulista.

Outrora auto-intitulado "Soberano", especialista em camisetinhas com números que mentem, o combinado do Jardim Leonor vai amargar mais um ano na fila. Já são sete anos sem ganhar o tão sonhado "paulistinha" que elas fingem não querer.

O São Paulo tomou três gols de Neymar e ainda fez um gol impedido anotado por Willian José. Logo eles que vivem dizendo que o Corinthians é beneficiado pela arbitragem. Denis, com inveja de Julio Cesar (Corinthians) e Deola (Palmeiras) tomou um frango para que não nos esqueçamos do eterno Rogério Sêmen.

Cai, de forma patética, com seu técnico também patético Emerson Leão, que de goleiro nota 9 virou um treinador nota 2. E deveria se aposentar.

A última vez que o Tricolícia sentiu o "prazer" de ganhar um "paulistinha" foi em 2005.

Para se ter uma ideia de como o mundo mudou em sete anos, Michael Jackson ainda era vivo. O Orkut bombava, o Facebook era ainda uma rede imberbe e o Twitter nem existia.

Dilma Rousseff era uma desconhecida ministra de Minas e Energia e o "mensalão" ainda não havia estourado. O eterno Telê Santana, querido treinador do São Paulo, também estava vivo.

As rádios tocavam "My Boo" do Usher com a Alicia Keys e o grude "Eu amo" do Zezé Di Camargo & Luciano poluiu meus ouvidos sete anos atrás.

Também em 2005, a gente tinha que aguentar o filme "2 Filhos de Francisco" e a história de Zezé di Camargo e Luciano. Nas telas internacionais, estourou o sucesso "O Segredo de Brokeback Mountain", que deve ter sido assistido por milhares de sãopaulinos. Para quem não se lembra, o filme documenta o complexo relacionamento emocional, sexual e romântico entre dois vaqueiros. Heath Ledger, um dos vaqueiros por sinal, ainda era vivo...

no último "paulistinha" que o São Paulo venceu.

Mas não chorem, tricolores! Ano que vem tem mais um "paulistinha" para vocês esnobarem e alguém, claro, ser campeão!

5 comentários:

  1. Seus comentários com conotação sexual sobre os sãopaulinos não combinam com seus textos; ao contrário, faz com que percam parte da força. Isso sem nem entrar no mérito de algum tipo de "preocupação" nessa área, como mostram os estudos que indicam algo "latente" dentro dos homofóbicos.

    Quanto a soberba e salto alto, você acha sinceramente que teus textos sobre o Corinthians também não transmitem isso?

    Você escreve bem, tem boas pautas... porque tanto medo?

    ResponderExcluir
  2. Meu caro anônimo sãopaulino, vamos por partes.

    1. O texto já foi concebido com a hashtag #humor, portanto desarme-se. Minha intenção foi brincar com os amigos sãopaulinos que são muitos e em 10 sites sobre zoação no futebol, 11 levam as questões sexuais quando se trata do São Paulo e você sabe disso.

    2. Não tenho nenhuma preocupação nesta área. Primeiro porque sou muito bem resolvido sexualmente e segundo porque tenho muitos amigos gays (homens e mulheres), cuja vivência é absolutamente normal. Já fui a festas, reuniões e casamentos sem nenhum constrangimento.

    3. O grande problema do São Paulo Futebol Clube, de parte de sua diretoria e de boa parte de seus torcedores é achar que estão acima do bem e do mal. São soberbos, sim. Esnobam o Campeonato Paulista, sim. Pensam que são superiores e acham que estão no mesmo nível de um Barcelona, Real Madrid, Milan ou similar. E não estão.

    4. Agradeço o elogio pelo fato de eu escrever bem, sob a sua opinião e não tenho medo do São Paulo, até porque historicamente, todos sabemos quem é realmente superior.

    No mais abraços e grato pelo visita.

    ResponderExcluir
  3. Quanto a soberba e salto alto, você acha sinceramente que teus textos sobre o Corinthians também não transmitem isso?

    ResponderExcluir
  4. Quanto a soberba e salto alto, você acha sinceramente que teus textos sobre o Corinthians também não transmitem isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu caro Anônimo conhecido. Você sabe tão bem quanto eu que a prepotência sãopaulina é latente. Isso não sou eu quem falo; o mundo fala. Sobre o fato de você achar que os meus textos sobre o Corinthians transmitem soberba e salto alto, é possível. São textos de um corinthiano para corinthianos. Mas ainda assim, nunca nos achamos superiores a ninguém, exceto pelo tamanho da torcida, que todos sabem qual o tamanho.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Os textos são de autoria do Jornalista Sylvio Micelli. Publicação autorizada com a citação da fonte. Tecnologia do Blogger.

Labels

Funcionalismo (406) 2013 (344) Jornalismo e Nada Mais (294) Política (168) Assetj (166) Corinthians (159) Fespesp (141) 2014 (127) CNSP (110) Iamspe (89) CCM Iamspe (82) 2015 (23)